quinta-feira, 11 de agosto de 2011

3

Ame-se

Olá!
Ontem iniciei uma experiência muito boa em minha vida, sobretudo na área profissional. Vou dar aulas de Formação Cidadã, toda quarta feira, durante três meses,  para vinte mulheres de uma comunidade daqui de Londrina. Um desafio que quis enfrentar, pois nunca havia tido essa experiência. Graças à Deus, ocorreu tudo muito bem (fiquei um dia e meio preparando o Plano de Aula e via que professor não trabalha apenas na sala de aula rs.). Pois bem, o assunto de ontem foi Relacionamentos Interpessoais, o que entrou Auto Estima e Motivação. Para transmitir algo à alguém, temos que aprender aquilo primeiro, e na verdade, estamos em constante aprendizado e transformação (ainda bem!).

Quero falar um tantinho do que falei ontem para elas, pois foi tão bom para mim também, pois este assunto parece que estava meio adormecido em mim. Disse que para se relacionarmos bem com as outras pessoas,  conjuges, irmãos, pais, vizinhos e colegas de trabalho, devemos nos relacionar bem conosco primeiro. Devemos gostar de nós mesmos, nos respeitar, saber o que queremos, saber aquilo que gostamos e se aceitar também. Saber que não somos perfeitos, e que ninguém o é. Aceitar os próprios erros é aceitar os do outro também. Quando somos muito severos conosco, tendemos a ser com os outros também, e isso torna os relacionamentos mais difíceis.
Sobre a Auto Estima, não podemos gostar daquilo que não conhecemos. Portanto se conhecer é o início para se gostar e se respeitar. Pensar em sí mesma, reconhecendo suas qualidades, suas preferências, fazendo coisas de que gosta, meditando e tendo um tempo para si mesma. O estabelecimento de metas e objetivos também é importante, pois se não sei onde quero chegar, qualquer caminho serve. Se sei onde quero ir, vou tomar as providências para isso se realizar, e o desafio da chegada faz com que eu me motive para alcançá-la. 
Apliquei uma dinâmica bem interessante que vou disponibilizar logo abaixo, em que ao final elas deveriam falar sobre elas. As histórias de vida comovem e me fez refletir o quanto o ser humano pode se superar e superar as situações difíceis para mudar o rumo de sua história. Às vezes somos ingratos e não sabemos como somos privilegiados. Uma das alunas contou que quando criança seu pai se enforcou, a mãe casou novamente com um homem que a assassinou e ela ficou desastradamente órfã. Se casou bem nova, com quatorze anos e felizmente o marido é muito bom e amoroso para com ela. Essa e outras histórias me fizeram pensar que não devemos se fazer de vítimas do mundo, olhando para o próprio umbigo. Devemos erguer a cabeça e ir avante. Acredite Sempre em Você!

Algumas Dicas:
Tenha Sempre Auto Estima
Desenvolva a Empatia
Aprenda a ouvir, tenha a capacidade de se colocar no lugar dou outro e a buscar a participação dos seus amigos no dia a dia
Aceite os outros como são
Relacionar-se é olhar para os outros
Evite julgamentos, para que o outro não reaja de forma defensiva, desconsiderando as suas palavras
Tenha Bom Humor, Auto Conhecimento
Temos coisas boas e ruins dentro de nós
Desenvolva seus pontos fracos e aprimore seus pontos fortes. Descubra-se
Comunique-se!
O Homem é um ser social e depende da interação com seus semelhantes para a garantia de sua sobrevivência
Trate cada um como gostaria de ser tratado
Abra os olhos e a mente para o mundo ao redor
Preste atenção aos diferentes comportamentos
Ouça atentamente. Tenha disposição para ajudar os outros
Você é uma companhia agradável?
E lembre-se que precisamos nos conscientizar de que num relacionamento interpessoal a responsabilidade não é unilateral. Existem pelo menos duas fontes: Eu e o Outro!
(Dicas retiradas do site: www.youtube.com/relacionamentosinterpessoais)

A dinâmica aplicada foi a seguinte:

1)    Dinâmica: "Para quem você tira o chapéu"
Objetivo: Estimular a autoestima
 
Materiais: um chapéu e um espelho
 
O espelho deve estar colado no fundo do chapéu.
Procedimento: O animador escolhe uma pessoa do grupo e pergunta se ela tira o chapéu para a pessoa que ver e o porquê, sem dizer o nome da pessoa. Pode ser feito em qualquer tamanho de grupo e o animador deve fingir que trocou a foto do chapéu antes de chamar o próximo participante. Cada participante fala de suas qualidades, o que acha de si mesmo. Bem legal!


Os problemas, os desafios, as limitações, não deixaram de existir. Deixaram apenas de ocupar o espaço todo.(Ana Jácomo)



3 comentários:

.:*Aline*:. disse...

Oi Patrícia, tudo bem?!
Vim agradecer a sua visitinha lá no meu Blog. Gostei muito dos seus comentários.
Menina, achei essa postagem muito bem elaborada. Realmente auto estima é a base de tudo. Só com uma elevada auto estima é que adquirimos confiança para superarmos qualquer obstáculo.
A-DO-REI as dicas!
Vou voltar aqui mais vezes.
Bju grande!!!

Erika disse...

Oi, Patrícia, que legal que as aulas já começaram e que deu tudo certo!Pelo que você contoum arrasou na primeira aula! Beijos.

Flávia Shiroma disse...

Parabéns Patrícia pelo seu trabalho tão valioso e importante! Eu acho o máximo trabalhar em projetos assim, pois esta é uma das alternativas que temos ao nosso alcance para tentar mudar um pouco que seja a continuação das vidas dessas mulheres. Muitas delas têm um passado bem complicado como a do post (que história trágica!), mas basta mulheres como você entrarem no caminho delas para fazer a diferença.
Um beijo querida!

Postar um comentário

Olá,
É muito bom ter você aqui para comentar, deixar suas idéias e opiniões e também um pouquinho de você!
Obrigada por participar!
Eu também comento aqui. Assim, podemos interagir melhor!
você é muito bem vinda (o)!