segunda-feira, 14 de novembro de 2011

10

Cozinhando com arte, doçura e bom humor


Julia Child, escritora de Minha Vida na França 









Amy Adams, interpretando Julie Powell
 

Julia Child


 Acabei de assistir Julie e Julia (EUA, 2009) e corri para o Blog, porque é um filme que vale a pena compartilhar. É um filme sobre a história de Julia Child e Julie Powell. A segunda, ligada à primeira por um livro de receitas que escreve na década de 40, na França, país que vai morar por causa do emprego do marido. Ela é uma espirituosa americana que decide aprender a arte culinária Francesa e acaba escrevendo um livro de receitas com todas as suas experiências no país. Em 2002, Julie Powell, cansada e insatisfeita em seu emprego no governo, após os atentados de 11 de setembro, decide fazer algo diferente: escrever um Blog em que conta suas experiências culinárias guiadas pelo livro de Julia Child, lançando um projeto em que realiza as 574 receitas em 1 ano. O resultado disso é que também é convidada a lançar seu próprio livro, dando uma reviravolta em sua vida. O filme é leve, descontraído e divertido e ainda conta com maravilhosa Maryl Streep, que personifica admiravelmente a personagem. É muito bonito ver Julie levar adiante, mesmo em meio às dificuldades, o seu projeto até o fim, e ver como as duas tinham muitas coisas em comum, mesmo em épocas diferentes: as duas eram funcionárias públicas e não eram realizadas em seu trabalho, ambas tinham maridos companheiros e que as apoiávam, ambas amavam cozinhar...Amei o filme, a história, as interpretações, que também conta com Amy Adams, que também é ótima. Dá vontade de ir direto para a cozinha (com um livro de receitas, é claro!), cozinhar e abrir uma boa garrafa de vinho...
Julie visitando uma exposição de Julia

Festa de comemoração do término das 365 receitas...
Meryl Streep, interpretando Julia Child

 

"Conta ponto saber fazer coisinhas: ovos mexidos, camarões, sopinhas, molhos, estrogonofes - comidinhas para depois do amor. E o que há de melhor que ir pra cozinha e preparar com amor uma galinha com uma rica e gostosa farofinha, para o seu grande amor?"
(Vinícius de Moraes)



10 comentários:

Misturação - Ana Karla disse...

Oi Patrícia, bom dia!
Também assisti esse filme e gostei demais.
Leve, engraçado e com uma grande lição.
Vim dar-lhe as boas vindas ao Misturação.
Xeros

Misturação - Ana Karla disse...

Patrícia, o meu ícone nos seus seguidores não aparece para mim, mas já estou aqui contigo, viu?
Xeros

Margot Félix disse...

Oi, Patrícia. É joia esse filme. Vi principalmente por ser com a minha diva Meryl Streep, mas terminei me apaixonando também pela história que é inspiradora. =)

Bjos!

O Profeta disse...

Uma cama amarrotada pela passagem do amor
Lençóis que aprisionam o calor
Suspiros espalhados pelo chão
Uma imagem santificada sustenta o louvor

Uma pecadora ungida pela chuva
A sorte e a morte em bravata eterna
As ave marias que uma boca vomita
Para no céu ser, clemente a sua pena

Já não há xailes negros na ilha
Já ninguém liga a agoiros
O mar continua açoitar a costa
Deixando despojos, tesouros

Bom domingo

Terno beijo

Lilian disse...

Valeu pela dica, Patrícia! Vou dar uma conferida. Gosto das duas atrizes. Elas fizeram um ótimo trabalho juntas também em "Dúvida", de 2008.
Temos ido muito pouco ao cinema, mas outro filme que estou doida para ver (e acho que vale a corrida até lá) é "O Artista". O trailer me deixou super intrigada.

Um abração!

O Profeta disse...

Ah este poeta das confusas palavras
Cantador de todas as canções de tristeza
Trovador vestido de arlequim trapeiro
Fazendo vénias a uma imaginada realeza

Que diz palavra sobre palavra
Às vezes fica mudo com um olhar de dor
Dos seus lábios escorrem sons sem sentido
Porque…Às Vezes Há Palavras Que São Como Fazer Amor…


Doce beijo

Gisley Scott disse...

Eu tb gostei muito do filme, ensina muito sobre perseverança, coisa praticamente extinta na sociedade imediatista que vivemos.Perseverança não é apenas concluir o que começou, mas continuar a corrida/meta com bom ânimo, sempre :)!

Bjos

O Profeta disse...

A ressurreição deu sorriso nasceu com o dia
Ah este inverno que abraça a primavera
Este céu que arroxa meu peito
Estas negras pedras plantadas na terra

O curso do meu errante espirito
Levou-me ao infinito e ao incomensurável
Este orvalho das pequenas coisas
Recorta meu corpo a golpe de cisel

Ocultei meus sonhos numa porta da eternidade
Porque o desespero é voo baixo e sinuoso
Vi ontem dois amantes jurarem uma partilha de vida
Vi olhos que irradiam luz em gesto assombroso

Um imenso abraço

O Profeta disse...

Um sótão cheio de lembranças
Escrevi no pó palavras sem nexo
Retirei uma cartola de uma caixa de cartão
E senti ao toque o poder da ilusão

Ilusões…
Um cavalo de pau perdido ao carrocel
Uma estola de um bicho qualquer
Uma escultura talhada a cisel

Uma foto a preto e branco
De uma mulher sem rosto
Uma janela virada para nenhum lado
Uma traquitana a imitar o sol-posto

Bom fim de semana

Mágico beijo

O Profeta disse...

Tão triste nasceu hoje o Verão
Tão agreste sopra este colérico vento
Tão molhada está esta verde terra
Tão cinza está um coração em desalento

Mentem os que disserem que perdi a Lua
Os que profetizaram o meu futuro de luz
Mentem os que acharam que não me visto de sentimento
Os que acham que apenas a mentira seduz

Acolhi no olhar todas as coléricas vagas que alcancei
Abracei uma roseira e senti o golpe dos espinhos
Senti o aroma errante das hortênsias
Numa viagem por sete caminh

Bom fim de semana

Doce beijo

Postar um comentário

Olá,
É muito bom ter você aqui para comentar, deixar suas idéias e opiniões e também um pouquinho de você!
Obrigada por participar!
Eu também comento aqui. Assim, podemos interagir melhor!
você é muito bem vinda (o)!